Assinar a Newsletter da Cannativa

Tudo sobre o mundo canábico está aqui



A CANNATIVA – Associação de Estudos Sobre Canábis, é uma associação sem fins lucrativos que pretende estudar, debater e divulgar informação pertinente relativa à canábis.


Constituída em 2017, a Cannativa reúne especialistas dos mais diferentes quadrantes entre consumidores e não consumidores, desde activistas a profissionais da saúde, passando por cientistas, políticos, agricultores, juristas, estudantes, jornalistas e utilizadores de canábis terapêutica, entre outros.


Somos a favor da legalização da canábis para todos os fins – medicinal, terapêutico, industrial e recreativo – baseada no consumo responsável. Acreditamos que só através da informação, da liberdade individual e do direito ao auto-cultivo se pode melhorar a saúde, acabar com o tráfico e incentivar a economia.



O que fazemos ?

A Cannativa pretende ser uma plataforma dinamizadora e um centro de referência na informação objectiva sobre a canábis. Disponibilizamos trabalhos e estudos científicos no campo da canábis medicinal / terapêutica e estamos a angariar fundos para não só traduzir esses estudos para português, como também para os realizar em Portugal.


Queremos, numa perspectiva apartidária, contribuir positivamente para o debate sobre a regulamentação da canábis e apelar para uma mudança de paradigma na política das drogas. Trabalhamos em conjunto com médicos, empresas, políticos e organizações para que em Portugal se façam as alterações legislativas necessárias que permitam o cultivo, a transformação, a distribuição e o consumo da canábis e do cânhamo de uma forma sustentável e informada.


Linhas de Acção

O trabalho da Cannativa divide-se em diferentes áreas, de forma a conseguir oferecer respostas integradas para os todos os desafios que a canábis representa.

Quem somos ?

  • Fábio Barros

    Sócio #1

    / PRESIDENTE / DIRECTOR CANNAPRESS

    Freelancer

    Nasci em Lagos, no Algarve e tirei o curso de Técnico de Som em Lisboa. Tive empregos em diversas áreas, vivi em vários países e viajei por toda a Europa em lazer e trabalho. Sofro de Transtorno Obsessivo-Compulsivo e encontrei na canábis um alívio praticamente total dos sintomas da doença. Sou músico amador, amante de viagens, defensor do direito à liberdade pessoal, da legalização da canábis para todos os fins e de outras causas pelas quais pretendo lutar no futuro.

  • Dinis Palma Dias

    Sócio #2

    / Vice-Presidente

    Empresário / Agricultor Bio

    Cresci no Algarve, em Castro Marim, e estudei Antropologia na Universidade de Coimbra e na Universidade de Barcelona. Fundei a primeira loja de cultivo de canábis em Portugal, em 2003 e integrei a comissão organizadora da Marcha Global da Marijuana em Lisboa durante 4 anos. Fundei a revista “A Folha” — Cultura Canábica para Adultos e fui Sócio fundador da Canapor — Cooperativa para o Desenvolvimento do Cânhamo. Trabalho como supervisor técnico e consultor numa produção de canábis medicinal no Canadá.

  • João Costa

    Sócio #4

    / Secretário AG / Sub-Diretor Cannapress

    Estudante

    Nasci em Machico, na Ilha da Madeira, em 1994. Sou estudante do curso de Engenharia Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e simultaneamente trabalho no ramo do alojamento turístico. Um dos meus hobbies é programar e sou um dos responsáveis pelo site da Cannativa e da Cannapress. Pratiquei ciclismo, BTT e triatlo como federado e organizei vários Encontros de Jovens Estudantes no meu concelho. Fiz voluntariado aquando da intempérie que assolou a Madeira, em 2010.

  • Laura Ramos

    Sócio #10

    / Editora Cannapress

    Jornalista / Fotógrafa / Activista

    Mãe de 3 crianças, nasci em Mangualde em 1975, licenciei-me em Jornalismo na Universidade de Coimbra e estudei Fotografia no Istituto Europeo di Design de Roma. Fundadora da revista “A Folha — Cultura Canábica para Adultos”, já trabalhei como jornalista, assessora de imprensa num Ministério, fotógrafa e DJ no colectivo feminino “Donas de Casa aos Pratos”. Fiz um PDC — Permaculture Design Course em Sintra e criei o arquivo fotográfico de street-art “O que diz Lisboa?” em 2007.

  • Luís Figueiredo

    Sócio #8

    / Tesoureiro

    Professor Universitário / Assessor

    Natural de Lisboa, empreendedor de causas, Historiador, Mestre em Estudos Americanos, Fundador da Universidade Autónoma de Lisboa. Trabalhei 12 anos como Professor na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, sendo actualmente o Coordenador do Instituto de Estudos Védicos e Orientais. Ex-Vice-Presidente dos Serviços Sociais da Câmara Municipal de Lisboa e actual assessor da Assembleia Municipal. Defendo a despenalização de todas as drogas e o papel central do Estado na regulamentação e comercialização destes produtos.

    João Vasconcelos

    Sócio #3

    / Presidente da Assembleia Geral

    Tradutor

    Passei a infância e adolescência entre Lisboa e Braga e estudei Tradução na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Trabalho como independente na área da tradução (inglês e espanhol), mas já fiz um pouco de tudo em vários países da UE - da construção à demolição, passando pela jardinagem e pela restauração. Cresci numa quinta e interessei-me cedo pelo reino vegetal, mais tarde pela canábis em particular. Ocupo o meu tempo livre com caminhadas, leitura e horticultura.

  • Pedro Mattos

    Sócio #6

    Director do CF / Subdirector Cannapress

    Editor / Designer

    Alfacinha com sangue serrano e catalão. Ao longo das últimas décadas criou várias publicações de índole contra-cultural e activista incluindo A Folha – Cultura Canábica para Adultos, da qual foi editor. Trabalha como editor e investigador musical, recuperador de livros pré-clásssicos e designer da revista Loud!. "Descobri a fundo a canábis aos trinta anos, como o Jack Herer, com o qual comuniquei nos seus últimos momentos e no arranque d'A Folha. Fiz auto-cultivo e só lidei com o mercado negro anos mais tarde e fora do país."

  • João Pedro Namora

    Sócio #42

    / Colaborador Cannativa

    Freelancer

    Nasci em Lisboa em 1990 e estudei Turismo Náutico na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. Comecei a estudar a canábis em 2008 e tirei um curso de Medical Budtender em 2015, tendo escrito alguns artigos. Curioso por natureza, sou apaixonado por ciências, empreendedorismo e já pratiquei os mais variados desportos, desde o skate ao golfe. Acredito que Portugal tem as condições ideais para se tornar uma referência no que toca à ciência e produção de canábis e defendo a sua utilização terapêutica e medicinal.